sexta-feira, 20 de maio de 2016

FACÇÕES TERIAM ORDENADO OS ATAQUES A ÔNIBUS EM SÃO LUÍS DE DENTRO DO PRESIDIO

Áudios que circulavam deste a quarta-feira, (19) , nas redes sociais provam que os ataques ocorridos em São Luís, (MA), foram ordenados por presos lideres de facção criminosa que estão cumprindo pena nas unidades do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. O “Salve Geral” como denominam os presos a ordem para os ataques foi uma maneira dos presos mostrarem que os problemas no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, continuam os mesmos e que eles ainda continuam comandando os crimes de dentro da cadeia. O governador Flávio Dino, (PCdoB) ficou indignado com a situação e ainda na noite de quarta-feira chamou ao palácio a cúpula da segurança para cobrar explicações. O governador quis saber porque não houve uma ação preventiva já os ataques foram anunciados pelos criminosos e também cobrou respostas e resultados imediatos na identificação e prisão dos criminosos. No inicio de Maio deste ano, criminosos recolhidos na Penitenciária de Pedrinhas, planejaram e executaram a morte do auxiliar penitenciário Gilvan Cordeiro. O autor do crime identificado como Nataniel Pires Azevedo, foi morto em um confronto com policiais no bairro da Vila Kiola. Ao todo seis ônibus foram atacados na Região Metropolitana e no bairro Nova Aurora o sargento da Policia Militar Erialdo foi baleado por criminosos. Ele passou por cirurgia no hospital Socorrão II e não corre risco de morte. Em operações feitas durante a madrugada mais de sete pessoas foram presas acusadas de terem participado dos ataques em São Luís. Dois deles participaram dos ataques praticados no ano de 2014 onde pessoas foram mortas e outras ficaram com sequelas permanentes e mesmo assim os criminosos estavam em liberdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário