quarta-feira, 8 de junho de 2016

Fim das chuvas provoca superpolução de grilos em Teresina

A superpopulação de grilos em Teresina está incomodando a todos. Além do risco de infecções, devido às bactérias que os insetos espalham, o som emitido pelos grilos tem deixado os moradores da zona Norte - onde a infestação está maior - bastante incomodados. Os especialistas dizem que o clima é o responsável pelo aumento na quantidade dos animais e dão dicas para evitar a entrada dos insetos em casa. Segundo o engenheiro florestal Marcos Vinícius, nesta época do ano é normal o aumento da quantidade de grilos na cidade. "É normal o aumento nessa época do ano. Isso normalmente ocorre em decorrência da diminuição das chuvas, então o clima esquenta e a reprodução aumento, além disso há a redução de predadores naturais", informou. Ele dá dicas para reduzir a infestação ou pelo menos diminuir a entrada dos animais dentro de casa. "É preciso focar nos quantro A's. Reduzir acesso, abrigo, água e alimento. Eles possuem pernas peludas onde as bactérias aderem e, por isso, podem infectar ambientes, porque ele vive em esgotos, locais sujos", alertou. Para isso, é importante fechar portas e janelas, evitar deixar alimentos e lixo expostos e manter a casa limpa e organizada para não fornecer abrigo aos insetos. Isso reduzirá a invasão dos insetos e o barulho incômodo emitido por eles. O engenheiro explica que o som é uma forma utilizada pelos machos de atrair as fêmeas para reproduzir. E a reprodução é acelerada: em 15 dias os ovos eclodem e, 15 dias depois, estão adultos e podem acasalar novamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário