segunda-feira, 27 de junho de 2016

REBELIÃO E FUGA NA CASA DE CUSTÓDIA DE TERESINA


Aproximadamente 40 presos fugiram da Casa de Custódia de Teresina e começaram um motim na tarde deste domingo (26/06). Durante o banho de sol, eles escalaram o muro de uma construção dentro da unidade e fugiram. O ato deu início a uma baderna generalizada com celas quebradas, paredes destruídas, fogo e um preso alvejado.
Kleiton Holanda (Foto: Arquivo O Olho)
Kleiton Holanda (Foto: Arquivo O Olho)
A ação começou por volta de 13h30 no Pavilhão D. Após os detentos saírem para tomar banho de sol, o motim iniciou. Eles quebraram a laje do pavilhão, subiram pelo orifício da laje que leva até uma construção de outros pavilhões dentro do presídio e é próximo ao muro, o que facilitou que os presos saltassem o muro.
O vice-presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi), Kleiton Holanda, confirmou que aproximadamente 40 presos fugiram.
“40 presos foram visto saltando o muro. É o que se sabe até agora, mas é possível que tenham saltado até mais. Depois que eles saltaram o muro os outros presos começaram a atear fogo na unidade, arrebentaram os cadeados e celas. A partir daí começou a baderna onde eles quebraram várias paredes”, disse.

PRESO MORTO

A polícia só entrou no local às 15h30, quando a situação já estava fora de controle. Um preso identificado como Francisco das Chagas Carvalho Silva Junior entrou em confronto com os policiais e foi alvejado quando tentava fugir.
A Casa de Custódia de Teresina tem uma capacidade 330 presos e hoje tem encarcerados 980. No Pavilhão D tinha 160 quando a capacidade é de 20.
“Não teve refém, apenas fuga e motim. Na hora que fuga foi descoberta, eles começaram a se rebelar e os agentes não podem deixar o presídio desguarnecido. Esses que fugiram, fugiram. Vão ser vistos depois e analisados. No momento temos que conter os que estão se rebelando aqui”, afirmou Kleiton.

Nenhum comentário:

Postar um comentário