terça-feira, 13 de setembro de 2016

Japão tem mais de 65 mil pessoas com mais de 100 anos



O Japão bateu de novo neste ano o número recorde de cidadãos centenários, com um total de 65.692 registrados no censo, o que representa 4.124 ou 6,7% a mais que em setembro de 2015, segundo dados divulgados nesta terça-feira pelo Ministério da Saúde. Deles, 87,6% são mulheres, segundo os números revelados por ocasião da celebração do “Dia do Respeito aos Idosos”, festividade nacional que é comemorada em 19 de setembro.

O volume de centenários aumentou de maneira contínua desde 1971 e o Ministério prevê que o número cresceu principalmente pelos avanços dos tratamentos médicos. Quando as autoridades japonesas começaram a organizar os dados em 1963, o número de centenários era de 153, e 35 anos depois, em 1998, superaria pela primeira vez os 10.000.

Neste ano, o número de mulheres centenárias aumentou 3.797 (ou 7,06%) até as 57.525, enquanto o número de homens maiores de 99 cresceu 327 (ou 4,1%) até os 8.167. Nabi Tajima, de 116 anos (nasceu em agosto de 1900) e residente em Kagoshima, é a mulher mais velha do Japão, enquanto o homem de maior idade é Masamitsu Yoshida, de 104 anos. A esperança de vida média para as mulheres se situa em setembro de 2016 em 87,05 anos, enquanto para os homens fica em 80,79.

Nenhum comentário:

Postar um comentário