sábado, 17 de dezembro de 2016

Jovens são expulsas da polícia após vazamento de foto de beijo


Duas cadetes da Polícia Metropolitana de Buenos Aires, na Argentina, foram expulsas da corporação após uma foto em que aparecem se beijando viralizar nas redes sociais. Segundo o jornal argentino El Intransigente, as jovens denunciaram a atitude do instituto ao órgão argentino de combate à discriminação, o INADI.

Na foto divulgada nas redes sociais, as mulheres identificadas como Carolina Gutiérrez e Brenda del Hoyo aparecem fardadas. Segundo Carolina, a foto foi tirada por outra cadete, que lhes enviou a imagem por mensagem privada. “Alguém, que não sabemos quem é, fez uma captura da mensagem e a partir daí a foto ficou pública e tomou muita força”, contou ao El Intransigente.

As duas relataram que um dia após a foto ser tirada já receberam a notícia de que seriam expulsas da Polícia Metropolitana. Apesar de reconhecerem o erro que foi tirar a foto no ambiente de trabalho, ambas se sentem discriminadas e humilhadas. Segundo as cadetes, casos como esse já aconteceram com outros integrantes da força heterossexuais, mas as punições aplicadas foram muito mais leves.

De acordo com a Polícia Metropolitana, a decisão de expulsar as cadetes “não foi tomada devido a sua orientação sexual, mas sim em cumprimento as regras da instituição”, que proíbem que os policiais tirem fotos ou façam filmagens usando os uniformes oficiais e publiquem nas redes sociais. “Se trata de um delito grave, que comprometeu a imagem da Polícia Metropolitana.”

SÃO MATEUS: QUATRO PESSOAS SÃO PRESAS SUSPEITAS DE ENVOLVIMENTO NO ASSALTO A AGÊNCIA BANCÁRIA

.






Em uma operação comandada pela 2ª CIA de São Mateus-MA com apoio do Serviço inteligência de Bacabal, aconteceu a prisão na noite de sexta feira(16) de quatro elementos que confessaram a participação no assalto à agência do Bradesco, na Avenida Rodoviária naquela cidade. 





Com o grupo foi apreendido uma arma 9mm de uso exclusivo do exército,  7 munições ponto 40, joias e ferramentas que provavelmente foram usadas no arrombamento a agência bancária.



Os suspeitos foram identificados como:

Edmílson Pereira Almeida

Walter Emanuel Mendes  
Bruno Cardoso dos santos, reside em Bacabal na Rua Djalma Dutra.

Josilan  Lopes de Sousa, (Alan) Reside Bacabal, Bairro Mutirão trabalha com oficina de som automotivo.



O Assalto aconteceu por volta das 2h30min de quinta-feira (15), a Polícia Militar da 2ª CIA de São Mateus-MA, recebeu uma denuncia via celular que 15 homens armados de fuzil, pistolas e escopetas, calibre 12, teriam tomado de assalto uma caminhoneta modelo Hliux de placa não identificada e que em seguida assaltaram o ônibus da empresa Progresso nas imediações do Posto Mais Ipiranga, na BR-135, a 5 km da cidade de São Mateus-MA.


Os mesmos fizeram várias pessoas de reféns e em seguida se deslocaram sentido à cidade. Durante esse intervalo, tomaram de assalto um veículo Gol e uma pick - up Montana, ambos de cor vermelha.  Logo após o bando se dirigiu a Agência do Banco Bradesco efetuando diversos disparos nas proximidades da agência no intuito de intimidar a aproximação da policia. Em seguida explodiram caixas eletrônicos e obrigaram os reféns a tentarem mover o cofre central do banco até a área externa, porém, tal ação não foi possível de ser realizada devido ao peso do cofre.

 



A agência ficou completamente destruída, porém os assaltantes não conseguiram levar qualquer quantia em dinheiro.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Salário de brasileiro é o que mais cai entre os países do G-20



O trabalhador brasileiro sofreu a maior queda de salários em termos reais entre os países do G-20 em 2016 e, em 2015, já esteve entre as três nacionalidades que mais perderam em todo o mundo.
Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 15, pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), num levantamento publicado apenas a cada dois anos sobre o comportamento dos salários pelo mundo. De acordo com a entidade, a queda no salário real do brasileiro neste ano deve ser de 6,2%. Em 2015, a perda foi de 3,7%. 

Desde 2012, os números da renda do brasileiro apresentavam um certo crescimento, ainda que abaixo da média mundial. Considerando inflação, o poder aquisitivo do brasileiro aumentou em 4% em 2012, 1,9% em 2013 e 2,7% em 2014.
Em termos nominais, a OIT usa dados do IBGE para mostrar que os valores foram de R$ 1,9 mil em média por mês em 2013, R$ 2 mil em 2014 e R$ 2,1 mil em 2015. 

Já no ano passado, apenas a Rússia e Ucrânia haviam apresentado uma queda mais acentuada que a do Brasil em termos reais. Os dois países viviam ainda os ecos de um conflito armado e sanções. Mas, neste ano registraram estabilização nos salários. 

No caso do trabalhador brasileiro, a crise se aprofundou ainda mais neste ano. “Os números que estamos vendo não são nada encorajadores”, disse Deborah Greenfield, vice-diretora da OIT. Para a entidade, o cenário aponta para uma nova queda em 2017. 
 
Segundo a representante da OIT, um dos impactos mais imediatos na queda dos salários no Brasil deve ser a redução do consumo na economia e, claro, na demanda agregada. “A desaceleração de renda tem um impacto muito grande em famílias e isso vai ser sentido em toda a economia”, alertou. “Os ganhos dos últimos anos podem sofrer uma erosão”, disse. 

Na avaliação dos especialistas da OIT, os dados brasileiros sugerem que a recuperação do crescimento da economia poderá levar mais tempo que se imagina, diante da perda do poder aquisitivo da população durante pelo menos dois anos. 

Patrick Belser, autor do informe, também destaca a queda “dramática” do salário no País. A recessão e a queda nos preços de commodities influenciaram. “A redução continuou em 2016 e a demanda agregada também vai sofrer”, disse. 

De acordo com a OIT, o resultado negativo do Brasil teve um impacto até mesmo na média salarial na América Latina, com a região registrando uma queda de 1,3% em 2015. 

Nos grandes países emergentes, o que se viu foi uma desaceleração da expansão dos salários. Ainda assim, eles continuaram a aumentar. Em 2012, essas economias viam seus salários reais aumentar em 6,6%. Para 2015, a taxa foi de 2,5%. 

Outro alerta da OIT se refere ao impacto na desigualdade social. “Estudos mostram que o aumento de salários ajuda a combater desigualdades”, constatou Greenfield. “Não estamos vendo combate à desigualdade. Mas o contrário”, alertou. Ainda que o Brasil tenha reduzido seus índices de injustiça social, com o aumento do salário mínimo, a OIT insiste que o País continua sendo um dos mais desiguais do mundo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

IMPERATRIZ: Detento tenta matar colega de cela com vaso sanitário


Uma briga entre dois detentos do Presidio Itamar Guará - Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz 1-  por pouco não termina em morte.
Daniel Clinger Rodrigues da Silva e Elvis Silva dos Santos, dividem a mesma cela e por volta das cinco da manhã desta quarta feira, Elvis teria quebrado o vaso e partido pra cima de Daniel que estava dormindo, a vitima reagiu e pegou parte do vaso e agrediu Elvis, de imediato Agentes Penitenciários, entraram na cela e impediram que pior acontecesse. 
Os dois foram socorridos e levados para o Socorrão Municipal onde foram medicados e depois levados para Plantão Central da 10ª Delegacia Regional de Segurança. 
Daniel levou um corte no peito enquanto Elvis teve ferimentos na cabeça que levou alguns pontos. Após os procedimentos legais os dois foram levados de volta para presidio onde ficaram em celas separadas.
Ambos cumprem pena por assaltos.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Papa Francisco: Clericalismo é um mal que afasta o povo da Igreja.



Na Missa desta terça-feira, 13, o Papa Francisco falou sobre o espírito do clericalismo como um mal presente hoje na Igreja, que faz sofrer o povo, por sentir-se descartado. Concelebraram com o Santo Padre, na Capela da Casa Santa Marta, os membros do Conselho dos Cardeais (C9).
Francisco afirmou que o povo humilde e pobre que tem fé no Senhor é a vítima dos intelectuais da religião. “Os seduzidos pelo clericalismo, que no Reino dos céus serão precedidos pelos pecadores arrependidos”, enfatizou.
O Pontífice citou o Evangelho do dia (cf. Mt 21,28-32), em que Jesus se dirige aos chefes dos sacerdotes e aos anciãos do povo, para falar justamente sobre o seu papel.
“Tinham a autoridade jurídica, moral e religiosa, decidiam tudo. Anás e Caifás, por exemplo, explicou Francisco, ‘julgaram Jesus’, eram os sacerdotes e os chefes que ‘decidiram matar Lázaro’ ou ainda, ‘negociaram com Judas’, que vendeu Jesus. Francisco questionou: mas como chegaram a este ‘estado de prepotência e tirania’, instrumentalizando a lei? Uma lei que eles refizeram inúmeras vezes: tantas vezes até chegar a 500 mandamentos”, refletiu.
Entretanto, o Papa destacou que era uma lei sem memória, pois tinham esquecido o primeiro mandamento, que Deus deu a Abraão: “Caminha em minha presença e seja irrepreensível”.
“Eles não caminhavam: sempre estiveram parados nas próprias convicções. E não eram irrepreensíveis! (…) Com a lei feita somente por eles, ‘intelectual, sofisticada, casuística’, cancelam a lei do Senhor. E a vítima, assim como foi Jesus, todos os dias é o povo humilde e pobre que confia no Senhor, aqueles que são descartados”, afirmou Francisco.
O Santo Padre explicou que o povo humilde conhece o arrependimento também se não cumpre a lei, mas sofre estas injustiças. “Sentem-se condenados, abusados, por quem é presunçoso, orgulhoso, soberbo”, sublinhou.
Segundo Francisco, um descarte destas pessoas foi Judas, um traidor que “pecou fortemente”, mas diz o Evangelho que, arrependido, foi a eles dar de volta as moedas.
“E eles o que fizeram? Mas você foi nosso ‘sócio’. Fica tranquilo… Nós temos o poder de perdoar tudo!’. Não! ‘Te vira. É um problema teu’. E o deixaram sozinho: descartado! O pobre Judas traidor e arrependido não foi acolhido pelos ‘pastores’. Porque eles haviam esquecido o que é ser um pastor. Eram os intelectuais da religião, aqueles que tinham o poder, que levavam adiante as catequeses do povo com uma moral feita pela sua inteligência e não a partir da revelação de Deus”.
Também hoje acontecem estas coisas na Igreja, afirma o Papa. Segundo ele, os clérigos se sentem superiores, se afastam das pessoas e não têm tempo para escutar os pobres, os que sofrem, os presos, os doentes:
“O mal do clericalismo é uma coisa muito feia! É uma nova edição desta gente. E a vítima é a mesma: o povo pobre e humilde, que tem esperança no Senhor. O Pai sempre procurou se aproximar de nós: convidou seu Filho. Estamos esperando, uma espera alegre e exultante. Mas o Filho não entrou no jogo desta gente: o Filho foi com os doentes, os pobres, os descartados, os publicanos, os pecadores – é escandaloso isso… – as prostitutas. Também hoje Jesus diz a todos nós e também a quem está seduzido pelo clericalismo: ‘Os pecadores e as prostitutas entrarão primeiro no Reino dos Céus'”.

NATAL: 190 mil cartas esperam por adoção




Quase 190 mil cartinhas do projeto Papai Noel dos Correios ainda esperam ser adotadas.

Elas foram escritas por crianças carentes de todo país e pedem na maioria das vezes por brinquedos, materiais escolares, maquiagem e roupas.

De todas recebidas, mais de 515 mil foram selecionadas, e até o momento 327 mil foram atendidas, pouco mais de 60 por cento.

Para fazer feliz o Natal de alguma dessas crianças que escreveu para o Papai Noel, basta ir a um dos pontos adoção.

Para saber onde fica o mais próximo acesse o site blog.correios.com.br/papainoeldoscorreios

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Bando é preso suspeito de roubo de joias avaliadas em meio milhão de reais

Uma equipe da Força Tática do 8º Batalhão da Polícia Militar prendeu na noite desta segunda-feira (13) um trio de assaltantes que teria roubado uma joalheira no município de Caxias (MA). Os bandidos haviam fugido para Teresina com um veículo modelo Hilux de placas clonadas e uma grande quantidade de joias avaliadas em meio milhão de reais.
O trio foi detido com o apoio da Polícia Militar do Maranhão. Ao ser acionada pela equipe da PM em Timon, policiais do 8º BPM deram início às diligências e através do monitoramento eletrônico localizou um dos indivíduos no bairro Renascença I, zona Sudeste de Teresina. Foi montado um cerco policial e ao chegar no bairro Jardim Europa o veículo foi interceptado pela equipe.
Os policiais encaminharam o carro apreendido e o preso para a cidade de Caxias já que o acusado havia informado onde estava todo o material roubado na joalheria. Ao chegar ao município maranhense, por volta das 23h, os policiais conseguiram prender os demais membros da quadrilha no Bairro Eugênio Coutinho.
Além do veículo e das joias, foi apreendida ainda uma pistola calibre 938, um maçarico, uma máquina de solda e pregos que seriam utilizados pra furar pneus de viaturas.
Os suspeitos foram identificados como Ronaldo Maciel de Moura, Wesley Lucas da Silva Moura e Derlean Lisboa de Sousa.