quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Ludmilla pede prisão de apresentador



A funkeira Ludmilla vai entrar com um pedido de prisão contra o apresentador Marcos Paulo Ribeiro de Moraes, conhecido como Marcão do Povo, que comanda a versão brasiliense do programa Balanço Geral. Na última segunda-feira (9/1), o jornalista chamou a cantora de "macaca" ao comentar uma reportagem sobre ela no quadro A Hora da Venenosa.

A decisão da artista, de levar o caso à Justiça, foi divulgada pelo empresário da cantora, Alexandre Baptestini. "A mãe dela acabou de me ligar chorando muito. Tem que acabar com isso no Brasil", disse Alexandre.

A injúria foi proferida ao vivo, logo após a veiculação de uma notícia que dizia que Ludmilla teria combinado com o garçom de um restaurante carioca para que ele mentisse que ela estava gripada, a fim de evitar que os fãs se aproximassem da cantora para tirar fotos. Marcão então disse que "não dava para entender" a atitude da artista que "era pobre, macaca".

No momento da ofensa, o apresentador estava acompanhado da jornalista Sabrinna Albert, que comanda o A Hora da Venenosa. Ela, inclusive, parece ter ficado constrangida com o comentário do colega.

O empresário de Ludmilla também negou a história de que a cantora inventava desculpas para se esquivar dos fãs. Ele disse que a equipe do programa terá que provar, judicialmente, "que garçom era esse". Por fim, Alexandre afirmou que a cantora deve registrar ocorrência contra o apresentador nesta quarta-feira (18/1).

Dona dos hits Hoje, Sou eu e 24 horas por dia, Ludmilla sofre com um histórico de ataques racistas. Em maio do ano passado, por exemplo, um internauta foi até uma rede social da artista para dizer: "odeio essa criola. Nojenta. A feiosa se acha putzzz [sic]". Antes disso, no carnaval de 2016, também durante uma transmissão ao vivo, a apresentadora Val Marchiori teria dito que o cabelo de Ludmilla era "bombril".

Marcão tornou privadas suas contas no Instagram e no Twitter e excluiu sua página no Facebook

"Não deixaremos impune" 

Depois que o caso ganhou repercussão nas redes sociais, a cantora usou sua conta no Facebook para dizer que não deixará "impune tais atos". "Trata-se de um desrespeito absurdo, vergonhoso. Fica evidente que esse cidadão não possui nenhum pudor ou constrangimento em ofender alguém em rede nacional", afirmou. Ela finalizou dizendo que o racismo "tem que ser combatido" e que ela fará sua "parte, quantas vezes for necessário".

 Confira a publicação na íntegra:

"Infelizmente, ainda existem pessoas que não compreendem que a discriminação racial é crime e alguns, ainda usam o espaço na mídia para noticiar mentiras ao meu respeito, ofender, menosprezar e propagar todo o seu odio.

Não deixaremos impune tais atos, trata se de um desrespeito absurdo, vergonhoso. Fica evidente que esse cidadão @marcaoapresentadortv não possui nenhum pudor ou constrangimento em ofender alguém em rede nacional.

Como já foi dito por Paulo Autran, “todo preconceito é feito da ignorância”, visto que os racistas não possuem um conhecimento de moralidade, tratando sua própria cor de pele como superior e única.
Isso tem que ser combatido e farei a minha parte, quantas vezes for necessário."

 Correio Brasiliense

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

SBT é a emissora de TV mais valorizada no Brasil


O SBT está sendo visto com bons olhos no mercado. De acordo com o estudo Mais Valor Produzido (MVP), da consultoria Dom Strategy Partners, o Google é a empresa que mais gera e protege valor aos seus stakeholders, seguido do SBT, TV Globo, Grupo Abril e RBS.

Realizado pela quarta vez, o estudo avaliou quando e para quem as empresas com conteúdo audiovisual e de internet entregaram valor tangível e intangível aos seus diversos públicos, clientes, acionistas e funcionários. Dentre os canais de TV, a emissora de Silvio Santos sai na frente.

A liderança do Google pode ser explicada por sua atuação multidimensional, que vai do desenvolvimento de projetos de smartphones e aplicativos até iniciativas ligadas à inteligência artificial e ações diferenciadas para seus colaboradores.

Já no campo do audiovisual, o SBT atravessou um movimento crescente no ranking desde a sua primeira aparição em 2014. Ela ficou na quarta e quinta colocação nas edições anteriores, e agora, ultrapassou marcas como Facebook e TV Globo.

No estudo, mais de 60 ativos foram avaliados, tais como Eficácia da Estratégia Corporativa, Resultados Gerados, Crescimento Evolutivo, Valor das Marcas, Qualidade de Relacionamento com Clientes, Governança Corporativa, Sustentabilidade, entre outros.