segunda-feira, 5 de agosto de 2019

ENEN 2019: Inep divulga perfil de candidatos; presença feminina é maioria


O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou o perfil dos candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano, que será realizado em novembro. A presença feminina é maior, com 3.031.828 de mulheres inscritas — 59,5% do total.
A maioria dos candidatos (1.360.421) tem entre 21 e 30 anos. Apesar de o Enem ser um exame destinado a quem terminou ou vai concluir o ensino médio neste ano, chama a atenção a procura de pessoas com mais de 60 anos — quase dez mil inscritos (9.846).
Por meio do Enem, estudantes terão a oportunidade de ingressar no ensino superior de instituições públicas e privadas do Brasil e de Portugal, onde 37 universidades já aceitam os resultados do exame como forma de acesso aos cursos. Mais de 500 mil pessoas estão envolvidas na elaboração e na aplicação do exame, a maior porta de entrada para a educação superior do país.
O Inep aplicará as provas nos dias 3 e 10 de novembro, primeiro e segundo domingo do mês. A edição deste ano tem 5.095.382 inscritos. O número ainda pode subir porque algumas inscrições encontram-se em análise de recurso.
Perfil - Um contingente significativo de participantes faz as provas como treineiros: 616.673, que equivale a 12,1% dos inscritos. São os estudantes que não irão concluir o ensino médio em 2019, mas que fazem o Enem para experimentar a rotina de candidato, conhecer o formato do conteúdo cobrado no exame e para autoavaliar os conhecimentos.
Gratuidade - Do total de participantes, 2.980.502 (58,5%) não precisaram pagar a taxa de inscrição, que neste ano foi de R$ 85. A gratuidade é concedida a três perfis de participantes que precisam comprovar os critérios exigidos no edital. São eles:
  • o candidato que está na última série do ensino médio em escola da rede pública declarada ao Censo Escolar;
  • o estudante que cursou todo o ensino médio na rede pública ou como bolsista integral na rede privada e tem renda familiar igual ou menor a um salário mínimo e meio por pessoa;
  • a pessoa em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda que tenha Número de Identificação Social (NIS), único e válido, além de ter renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos. 
Quem ficou isento no ano passado, mas faltou nos dias de prova de 2018, precisou justificar a ausência para poder fazer o mesmo pedido em 2019.

Assessoria de Comunicação Social, com informações do Inep