PATRIMÔNIO: Casarões do centro de São Luís recebem obras de revitalização

 

Reconhecida como Patrimônio Cultural Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) em 1997, a cidade de São Luís conta com cerca de quatro mil imóveis do período colonial e imperial tombados nas esferas estadual e federal. Com a expansão vertiginosa da cidade no século XX, o grande desafio da capital maranhense é manter preservado esse imponente conjunto arquitetônico para as gerações futuras.

Recuperar esse acervo é uma das principais diretrizes do programa Nosso Centro, maior programa estadual de obras e intervenções no Centro Histórico de São Luís, com investimentos totais orçados em R$ 48,9 milhões. O mote do programa é garantir desenvolvimento sustentável para a cidade, com foco na valorização da história e da cultura local.

Coordenado pela Secretaria de Estado da Cultura (Secma), com ações nas áreas de habitação, comércio, entretenimento, cultura e promoção de obras diversas, o Nosso Centro entrou em nova fase, com a revitalização em casarões pertencentes ao Poder Executivo Estadual.

Na última sexta-feira (22), o secretário da Cultura, Anderson Lindoso, vistoriou as obras de recuperação do Casarão Tech, primeiro hub público de inovação do Maranhão, situado na Rua da Estrela. Equipamento gerido pela Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (Secti), o Casarão Tech entrou em reforma para recuperação da fachada do prédio, aplicação de nova pintura e instalação de esquadrias.

Recuperação do Solar dos Vasconcelos

A reforma no Casarão Tech entrou na fase final e tem previsão de entrega para esta semana, mas este é apenas um dos prédios históricos que está passando por intervenções via Nosso Centro.

O secretário Anderson Lindoso aproveitou o dia de vistoria para verificar o estado de outras edificações pertencentes ao Governo do Maranhão, que passarão por obras de restauro via Nosso Centro.

Entre elas, está o Museu Solar dos Vasconcelos, que abriga o Memorial do Centro Histórico e sedia a Superintendência de Patrimônio Cultural (SPC), órgão vinculado à Secma, também localizado na Rua da Estrela. O início das obras está marcado para esta terça-feira (26).

Casarão na Rua Rio Branco

Outro prédio que já está recebendo reparos é o casarão nº 404, na Rua Rio Branco. Um dos 72 imóveis históricos da Rua Rio Branco, o casarão 4040 – que estava em ruínas – está sendo totalmente recuperado por meio do programa Nosso Centro, em parceria com a empresa Vale.

“Estamos reformando, construindo e melhorando o Centro Histórico, para que seja sempre agradável a quem visita, mora e trabalha. As melhorias incentivam também a população e, assim, teremos maior preservação do espaço”, ressaltou o secretário Anderson Lindoso.

Aluguel no Centro

Nesta terça-feira (26), representantes da Secma, Secretaria de Estado das Cidades e do Desenvolvimento Urbano (Secid) e da Secretaria de Estado de Governo (Segov) apresentam balanço e novas ações previstas pelo programa Nosso Centro.

Um dos destaques será o lançamento do Aluguel no Centro, projeto que compõe o eixo habitacional do Nosso Centro. Por meio da iniciativa, a gestão estadual vai arcar com 80% do aluguel para quem passar a morar no Centro de São Luís.

Em mensagem postada em uma rede social, o titular da Segov, Diego Galdino, divulgou o lançamento oficial do novo projeto, destacando que a medida foi pensada para “mudar a cara do Centro Histórico”.

O Aluguel no Centro visa estimular a valorização do patrimônio histórico, melhorar a mobilidade urbana, estimulando moradia mais perto do local de trabalho e garantir apoio a famílias em meio à crise sanitária. O lançamento do projeto será transmitido ao vivo, pelas redes sociais do Governo do Maranhão.

Comentários