MANAUS: Heineken doa R$ 4,5 mi que seriam investidos no Rock in Rio para construção de usina de oxigênio


A cervejaria Heineken doará R$ 4,5 milhões, que seriam investidos no Rock in Rio 2021, para a construção de usinas de oxigênio em hospitais do Brasil. Em parceria, o BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento) igualará a doação da empresa multinacional, totalizando R$ 9 milhões em doações para o projeto “Salvando Vidas”.

O valor disponibilizado pela Heineken e pelo BNDES será utilizado também para a compra de outros recursos vitais no tratamento e combate ao novo coronavírus, como EPIs (equipamento de proteção individual) e demais insumos que podem salvar vidas.

Em nota enviada à impressa, o CEO da Heineken no Brasil, Maurício Giamellaro, reforçou a importância do setor público e privado se unirem em prol da sociedade.

“É um momento muito difícil para todos e que exige um esforço conjunto, público e privado, para que o país enfrente a situação e minimize impactos. Por isso, sendo uma marca tão valorizada pelos brasileiros, não poderíamos deixar de direcionar nossos esforços para o que é prioridade: a vida das pessoas.”

O projeto Salvando Vidas, que foi lançado em abril de 2020, arrecadou somente no ano passado R$ 78 milhões, com a contribuição de 1.701 pessoas físicas e 30 empresas. De acordo com o BNDES, 562 instituições filantrópicas e hospitais públicos foram beneficiados pela ação com EPIs, oxigênio, entre outros insumos.

 

Comentários